quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

OS MEUS PRESENTES CHEGARAM DE ITUIUTABA -MG

Ai, ai, ai, como é difícil começar a contar uma história!
Lembram que ganhei um agulheiro matando uma charada (rsrsrs) no blog LOUCA POR LINHAS, da minha querida, amada, idolatrada, salve,salve Eliana Lima. Pois então: chegaram nos pampas os meus presentes.
Nossa, que pacotão!
Adoro receber presentes e não nego!

Dá licença querida amiga mas vou transcrever aqui trechos da cartinha que me enviaste:
"Querida tocaia,
Eu tardo, às vezes falho, mas você não achou que eu iria falhar com você, não é? rsrsrs
Demorou mas, finalmente, saiu o agulheiro. Foi difícil escolher as cores porque eu queria algo que combinasse com vermelho mas que fugisse do óbvio branco ou preto.
Aí me decidi pelo azul, minha cor predileta, cor do céu e do meu amado Cruzeiro e juntei com a força vermelha do seu Inter, na forma desses dois corações que representam nossa amizade, separada geograficamente por 1600 kms mas a um clique de mouse, graças a essa maravilhosa invenção chamada internet.
E como você sempre reclamou do celular "peladinho" quando mostrei as capinhas, fiz uma para você. Essa sim, totalmente colorada ( ou em bom minerês ; "vermeia" até o rastro, rsrs)
As revistas, juntei duas de patch, para ver se o bichinho te pega também.
Fico devendo a pamonha...
Mas em compensação, vai um docimmm de leite, totalmente mineirimmmm, feitimcasa, artesanal mesmmmm, sá?"


Eu e muita gente adoramos a maneira como Eliana se expressa, achei que melhor não precisava.
Eu ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii tudimmmmmmmmm.
Lá embaixo vai um texto sobre as mulheres mineiras que se não me engano Eliana postou no blog dela tem um tempão já. Eu já contei essa história aqui: fiz um comentário lá e nossa amizade começou.
E amizade prá mim só tem data de início!
Sempre digo e repito: Eu amo esse país, com todas as suas cores e peculiaridades regionais.
Mas alguém saberia me dizer: Qual é o borogodó dessas mineiras que me " apaixono" tão fácil?
Rsrsrsrsssr.
Deixa assim que está bomdimaisdaconta!










A MULHER MINEIRA (autor desconhecido)
Gostaria muito de poder encontrar palavras para dizer do orgulho que sinto de ser mineiro. Meus pais não poderiam me dar um presente melhor. Se existir outra vida, quero nascer mineiro de novo. Mas tem uma coisa que eu gosto mais do que ser mineiro: namorar as mineiras. Mineira não usa perfume e cheira gostoso demais. O jeito irresistível que a mineira tem para conversar no portão, sem encarar nos olhos e mexendo com os botões da nossa camisa é que nos conquista.
Essa sabedoria não se aprende na revista Capricho nem nos livros de auto-ajuda. Joaquim da Mata, o Velho Quincas, filósofo dos cafundós de Minas, quando compara o jeito de ser de uma mineira com o de outra mulher, afirma que a "deferença" está no preparo. O "caldinho" que envolve a mineira! e dá a ela este jeitinho tão gostoso foi preparado em panela de ferro num fogão à lenha. Mineira não mente, conta lorota. Não paquera,espia. Não fica bonita, nasce formosa.
Mineira não curte um som, ouve música. Não fala, proseia. Mineira não come estrogonofe, mas adora um picadinho de carne. Não faz crediário, compra fiado. Mineira não transa, faz amor. Não fica pelada, mostra as "vergonhas". Não erra, comete engano. Mineira não chupa cana, toma garapa na beira do engenho. Não liga pra ninguém, mas telefona pra todo mundo. Mineira não trai marido: escorrega na rua. Mineira ama diferente. Flerta de longe, promete com o olhar e cumpre tudo o que nos deixou sonhar e não precisou esclarecer com palavras.
Ela sabe que amor não é pra discursar, é pra fazer. Ama com os olhos, com as mãos, com o sorriso, com os gestos. Mineira ama com o corpo inteiro e com toda a sofreguidão da alma. Conhecí muitos tipos de brasileiras. Faceiras, trigueiras,formosas, poderosas, aditivadas, turbinadas, loiras, morenas, mulatas, cafuzas, todas bonitas, mas lhes falta essa brejeirice das mineiras, essa paciência de tecer sem pressa uma teia de aconchegos e mimos, de lembranças e sorrisos,que nós das Gerais tanto apreciamos.
Existem coisas que já nascem com a mulher e muitas destas coisas estão diretamente ligadas ao lugar. Mineira faz doce como ninguém neste país. Quem já provou doce de cidra ou de leite feito por mineira, sabe o que é bom. Goiabada e marmelada, então, nem se fala. Mineira estuda menos e ensina mais porque o que há de importante ela já nasceu sabendo. Mineiras se embelezam com bijuterias e ofuscam o brilho de jóias raras. Vestem-se de chita e ficam bonitas, porque mineira não segue moda: faz moda. Mineira não usa tênis, enfeita as alpercatas.
Mineira vai à igreja, assiste! missa, comunga, mas por via das dúvidas toma um passe no centro espírita e joga rosas vermelhas pra Iemanjá no córrego de frente à horta. Sabe que são misteriosos os caminhos que levam às graças de Deus. Também faz política, porque sempre sabe distinguir o certo do errado. Escondida por trás da simplicidade de toda mineira está uma guerreira pronta pra lutar pelo Brasil. Dizem mesmo nas Gerais que é a mulher quem ensina o homem a ficar rico. Mineira não é feminista: é feminina. Pra que lutar contra os homens, se todo o poder está nela? Mulher, quando casa com homem rico, vira madame. Mineira vira esposa.

2 comentários:

Eliana disse...

Oi, minha flor
O que a gente diz numa hora dessas? Vou plagiar um grande amigo: "Ô trem doiiidooo!!!!" KKKKKKKK
Querida, obrigada pelo carinho, pelo post liiindo e, principalmente, pela amizade. Foi muito legal fazer estas coisinhas especialmente para você.
bjo grande
Eliana

Vera Martins disse...

Muito lindo uma amizade construída através da Internet...
E esse texo sempre emociona...mesmo eu não sendo mineira...

Beijo e Sorte!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...